AÇAILÂNDIA - ex-cabo do exercito é preso por disparo de arma de fogo em via pública

A Polícia Civil do Estado do Maranhão, por intermédio da Delegacia de Polícia de Itinga do Maranhão, pertencente a 9ª Delegacia Regional de Açailândia/MA, com apoio da guarnição de serviço na 2ª Companhia de Polícia Militar local, deu cumprimento ao mandado de busca e apreensão domiciliar em um imóvel onde reside o nacional J.C.O., ex-cabo do Exército Brasileiro.

O mesmo é investigado pela prática do crime de disparo de arma de fogo em via pública, ocorrido na madrugada do dia 26 de abril deste ano, por volta das 03hs52min, na Rua São Sebastião, centro de Itinga do Maranhão. Os disparos efetuados atingiram dois imóveis, sendo um comercial, chegando a perfurar a porta principal do estabelecimento, danificando um balcão de vidro, perfurando um aparelho televisor até parar na parede, e outro residencial, atingido a parede externa da casa. A investigação, iniciada pela equipe da Polícia Civil itinguense no dia seguinte ao crime, chegou a suspeita do referido ex-militar.


Foi representado junto ao Poder Judiciário pela expedição de mandado de busca e apreensão domiciliar, que foi deferido pela MM. Juíza de Direito, Dr. Vanessa Machado Lordão, titular da Comarca de Itinga do Maranhão. No início da manhã desta quinta-feira, 21/05, a equipe da Polícia Civil se dirigiu até ao local, para dar cumprimento ao referido mandado, sendo logo depois solicitado apoio da guarnição de serviço da 2ª Companhia da Polícia Militar. Foram arrecadados no imóvel 19 (dezenove) munições de festim para fuzil de calibre 7,62mm, marca CBC, usada em treinamentos pelo Exército Brasileiro para adaptação do sistema nervoso ao estampido do tiro, além de uniformes e acessórios militares.

A suposta arma usada nos disparos de arma de fogo, uma pistola de marca IMBEL, modelo MD1, calibre .380, foi apreendida em um outro imóvel situado no bairro Vila Samuel, em Itinga do Maranhão, com 11 (onze) munições intactas. O ex-militar do Exército Brasileiro foi preso e autuado em flagrante delito por posse ilegal de arma de fogo de calibre permitido, sendo posto em liberdade após pagamento de fiança criminal. O mesmo irá responder na justiça estadual pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e disparo de arma de fogo.

P.C

Postar um comentário