Transporte publico é alvo de investigação em cidades do Maranhão

Foto: Divulgação
O Ministério Público de Contas deu entrada junto ao Tribunal de Contas do Estado contra as prefeituras de Grajaú, Caxias, Presidente Juscelino, Sítio Novo, Timon, Viana, Anajatuba, Governador Edson Lobão e Vargem Grande por conta de irregularidades detectadas no transporte escolar de cada município.
As representações pedem a concessão de medidas cautelares suspendendo pagamentos decorrentes de contratos sob suspeita e, em alguns casos, o afastamento do prefeito e a decretação da indisponibilidade de seus bens para devolução de recursos ao erário.

Segundo o Ministério Publico, entre as irregularidades encontradas no transporte escolar estão, à péssima qualidade dos veículos realizando transporte de alunos nos famosos Pau de Araras e os altos valores dos gastos envolvendo esses transportes.

Postar um comentário