Médico é preso e acusado de estuprar 14 pacientes em Florianópolis

O médico Omar César Ferreira de Castro, de 66 anos, foi preso na manhã desta terça-feira em seu consultório, no centro de Florianópolis, em Santa Catarina, suspeito de estuprar 14 pacientes. Ele foi conduzido até a 6ª delegacia de Polícia, no bairro Agronômica. O delegado Ricardo Lemos Thomé, responsável pelo caso, declarou que a prisão de Castro tem caráter temporário. Três computadores do médico também foram apreendidos para a investigação. Entre as vítimas de Castro, há uma servidora pública, de 30 anos, que havia buscado ajuda para emagrecer em janeiro de 2015.




Durante a consulta, Castro ofereceu à paciente um copo d'água. A servidora relata que sua memória apagou minutos depois de ingerir o líquido. De acordo com o advogado Francisco Ferreira, que representa cinco vítimas de Castro, a servidora recordou-se aos poucos do que havia ocorrido dentro do consultório. Rememorizando os fatos, a vítima se lembrou de tentar afastar o médico e vê-lo colocando um preservativo.
Encorajada por uma amiga, a servidora voltou ao consultório em posse de um gravador para questionar o que havia acontecido em sua última consulta. O médico respondeu de forma irônica. "Transamos duas vezes. Você não se lembra?". A vítima registrou boletim de ocorrência e o exame de lesão corporal consta dos autos do processo.

VEJA

Postar um comentário